quarta-feira, 25 de novembro de 2009

"O Machete Madeirense no séc. XIX"

*
Foi lançado na passada 2.ª feira, no Centro de Estudos de História do Atlântico (Funchal), mais um valioso instrumento para a divulgação e manutenção da prática do nosso machete (braguinha). Trata-se de uma edição bilingue em CR-ROM+Áudio. Segue uma sinopse:

“O Machete Madeirense no Séc. XIX” é o 4.º volume do projecto Colecção Madeira Música. Nos três primeiros números foram recuperadas obras de autores madeirenses de domínios musicais diversos: desde as sinfonias religiosas tocadas nas cerimónias sacras, passando pelas obras orquestrais dos bailes oitocentistas do Funchal, até à música para piano composta na Madeira entre 1810 e 1955.

Este 4.º volume é uma edição especial por vários motivos, destacando-se aqui três. Primeiro, conta com a Investigação Histórica e a Autoria Principal do Dr. Manuel Morais, especialista português no domínio dos cordofones de mão, que assim vem enriquecer e contribuir com os seus conhecimentos esta Colecção. Segundo, o repertório musical aqui divulgado é extremamente raro, sendo a sua recuperação não apenas um contributo para a História da Música na Madeira, mas também para a História Universal da Música. Terceiro, nas gravações deste CD participam alguns alunos do Gabinete Coordenador de Educação Artística de grande talento, os quais se têm dedicado ao Machete com grande empenho e dedicação, aliando-se assim o passado musical à nossa juventude, num elo entre gerações que é essencial realizar na nossa causa da conservação do património musical madeirense e da identidade regional.
Na parte de investigação e autoria de textos, este quarto volume contou com o apoio do Centro de Estudos de História do Atlântico, na pessoa do insigne Professor Doutor Alberto Vieira e, na pesquisa iconográfica, contou com a colaboração da Associação Musical e Cultural Xarabanda, através do seu presidente Rui Camacho.

Neste quarto volume, é possível:
  1. Ouvir doze peças para machete madeirenses, compostas no século XIX;
  2. Visualizar e imprimir as partituras, numa edição moderna, das músicas gravadas nesta publicação;
  3. Conhecer o contexto social da prática do machete no século XIX;
  4. Saber alguns dados biográficos de três importantes compositores para machete: Cândido Drumond de Vasconcelos, Manuel Monteiro Cabral e António José Barbosa.


*Foto: Rui Camacho

sábado, 14 de novembro de 2009

Realizar-se-à no próximo sábado (21-XI-2009), um workshop, que faz todo o sentido aqui divulgar.

Intitula-se "Instrumentos Musicais no Folclore Madeirense" e é organizado pela Associação de Folclore e Etnografia da RAM.

A acção irá se desenrolar no Auditório do Curral das Freiras (Madeira), das 10h às 16h.

Mais informações aqui.


quinta-feira, 12 de novembro de 2009


Aqui fica esta proposta enviada pelo meu amigo Humberto Pedras.
Timplista Benito Cabrera, a executar esta melodiosa peça ao vivo (e a cores), "Nube de Hielo".

Bem haja!


quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Cordofonias - Manual de Braguinha



Foi ontem apresentado no Auditório do GCEA o manual de iniciação à Braguinha, Cordofonias - Braguinha 1, uma edição da Associação de Amigos do GCEA, com organização da SREC.
Durante este ano, eu e o meu colega Rodolfo Cró, compilámos algum do material que era usado com alunos que começam a aprender a tocar braguinha, com o intuito de criar este manual. Era algo de que se falava há um tempo, já desde que era meu colega Roberto Moniz, o qual contribuiu muito para este caminho que está a ser seguido no ensino deste instrumento. Tanto para mais que não há conhecimento de outro método, senão um datado do final do século XIX.

Este livro está organizado de forma a que seja feita uma aprendizagem passo a passo, começando por tocar apenas com as cordas soltas, e gradualmente aprendendo outras notas. Para cada uma delas é dedicado um exercício, bem como uma peça musical.

É composto também por toda outra informação básica para a execução do instrumento: postura correcta, colocação das mãos, nomenclatura das diversas partes constituintes.



Anexado ao livro vem um CD, com o qual se poderá estudar em casa os exercícios e as canções no livro contidas.

Um agradecimento especial a todos os que estiveram envolvidos na elaboração deste projecto.





E que venha o próximo...




terça-feira, 15 de setembro de 2009

Associação de Bandolins da Madeira

Dou-vos aqui a conhecer a Associação de Bandolins da Madeira, uma equipa que nos últimos anos muito tem contribuido na valorização desta família de cordofones.

Embora não sendo um instrumento tradicional madeirense, é por excelência um dos mais usados na nossa cultura, estando presente tanto em grupos de música popular, bem como em tunas e orquestras de cariz erudito.

Recentemente realizaram o II Estágio Orquestra de Palheta - no qual tive o previlégio de participar como violista - tendo, durante uma semana, vários músicos se juntado pela música, e com respectiva apresentação desse trabalho em público.

Um sítio a visitar...


quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Tradicionalis

Apresento hoje aqui um blog de alguém que tive o prazer de conhecer há uns tempos.

Foi em 2006, numa viagem a Lisboa, como meu amigo Roberto Moniz, a fim de participar na Feira Internacional de Artesanato, na qual foi dedicada uma exposição de instrumentos musicais.
Fizeram parte desta, nomes como Capela, José Lúcio, Carlos Jorge Rodrigues, António Pinto de Carvalho, entre outros.

Aproveitem para apreciar o trabalho do Sérgio Fonseca, neste seu blog.

Um abraço para ele! e bem haja.


terça-feira, 30 de junho de 2009

Novéis Tangedores


Acontece no próximo dia 3 de Julho pelas 19h, no Instituto do Vinho da Madeira, um concerto com alunos de Cordofones Tradicionais Madeirenses do GCEA, orientados por mim e pelo meu colega Rodolfo Cró.
Irão acontecer algumas simbioses com outros instrumentos, que de uma forma ou de outra, não são habitualmente comuns.
Este concerto intitulado de "Novéis Tangedores", tem como principal objectivo a promoção da prática dos nossos tradicionais cordofones, remetendo para uma Escola (no seu sentido lato) da prática do Machete na Madeira existente na segunda metade do século XIX, com exímios tocadores e compositores, como é o caso de Cândido Drummond de Vasconcellos, A. J. Barbosa, e ainda Monteiro Cabral.
O repertório a executar será maioritariamente novecentista, para machete, de compositores madeirenses, bem como também reportório internacional de séculos anteriores, adaptado aos cordofones tradicionais.

Mais uma oportunidade de ver os nossos Novos Tocadores dos nossos machetes...
Apareçam!


domingo, 28 de junho de 2009

Tese de Mestrado sobre os nossos "Machetes"

Foi de bom grado que recebi a notícia pelo Jorge Sousa (Presidente e músico da Associação Cultural Encontros da Eira) que Carla Sousa (filha), flautista actualmente a estudar no Reino Unido, irá apresentar a sua Tese de Mestrado intitulada "Cordofones Tradicionais das Ilhas da Madeira".
Desejo a maior força à Carla para este seu trabalho!
Passo a citar:


O Royal Norttheern College Of Music aceitou que a tese de mestrado da Carla Sousa versasse sobre os Cordofones Tradicionais das Ilhas da Madeira.


O Royal Northern college of Music não tem por hábito aceitar temas de dissertação na área da etnomusicologia de outros países, visto não possuir no seu staff um etnomusicólogo que possa orientar as teses.
Numa primeira instância, o tema escolhido pela Carla Sousa, não foi aceite, pois o RNCM achou que não poderia fornecer-lhe o apoio que iria necessitar.


Mas após a Carla apresentar devidamente o tema, as ideias e objectivos ao Dr. Kris Worsley, orientador da tese desta flautista madeirense, a mesma ganhou o seu total apoio e, consequentemente, o título da dissertação Cordofones Tradicionais das Ilhas da Madeira, acabou por ser aceite.


Esta é sem dúvida mais uma grande vitória da Carla Sousa e da nossa Madeira e Porto Santo que vêm os seus Cordofones (o braguinha, a viola de arame, a viola madeirense e o rajão) serem tema de estudo num país como o Reino Unido, que como é sabido é um povo muito conservador e apegado a tudo o que é anglo saxónico.


Para além da pesquisa em vários documentos escritos e dos conhecimentos próprios (faz parte do grupo Encontros da Eira desde os 16 anos, à 9 anos) a Carla Sousa teve apoio de dois muisicólogos consagrados na nossa praça.Vítor Sardinha e Manuel de Morais.

terça-feira, 26 de maio de 2009

videos Concerto Ponteado

Este é parte do resultado do concerto que se realizou em Abril, com alunos orientados pelo Prof. Roberto Moniz.
Aqui fica um cheirinho da música que se anda a fazer com os nossos cordofones.
(podem visulaizar outros vídeos de machetista no Youtube)







terça-feira, 14 de abril de 2009

John King (n. 13-X-1953 - m. 3-IV-2009)


Professor de viola no Eckerd College (Florida - EUA).

Grande entusiasta do ukulele, tendo inclusive editado obras para este instrumento.

Faz parte do seu espólio um machete de João Octavianno Nunes (1812-1874) em estado original e um manuscrito para o mesmo instrumento, de autoria de Manuel Joaquim Monteiro Cabral (séc. XIX).
A foto ao lado mostra o dito machete, juntamento com o uma réplica feita por Dave Means.

Contribuiu com dois textos - "A História Das Origens do Ukulele Havaiano" [co-autor] e "Um Método Desconhecido Para Machete Madeirense" - para a obra "A Madeira e a Música", uma colecção de estudos coordenada pelo Professor Manuel Morais, editada pela "Funchal 500 Anos", em 2008.
(é pena que ele nunca tenha visto o resultado destes seus trabalhos nesta obra).


Foi neste mês de Abril que este homem deixou-nos...





.

domingo, 5 de abril de 2009

Como anunciei aqui, ontem decorreu no auditório da RDP Madeira, o "Concerto de Ponteado", onde actuaram cerca de 30 crianças e jovens a tocar instrumentos tradicionais madeirenses.
Organizado pela Associação Musical e Cultural Xarabanda, nele participaram alunos não só da escola desta associação, bem com da Associação Flores de Maio (Porto da Cruz).
Todos estes tocadores, além do gosto pela aprendizagem dos nossos instrumentos, têm algo mais em comum: o professor que os orienta - Roberto Moniz.
É fantástica a forma como este meu amigo/colega/companheiro de guerra e ex-professor transmite a alegria de tocar e de estar em cima de palco aos seus pupilos (bem o posso dizer).
Muitos PARABÉNS!

Obrigado por levares sempre a prática dos machetes, machetinhos e afins, por novos rumos.
E obrigado por todos os ensinamentos...


quarta-feira, 1 de abril de 2009

"Concerto de Ponteado"


Acontece no próximo sábado (4 Abril) um concerto onde irão actuar jovens tocadores de machetes orientados pelo prof. Roberto Moniz.

Mais uma excelente oportunidade para ver e ouvir as potencialidade destes instrumentos.

1000 visitantes!
Obrigado ;)

quarta-feira, 25 de março de 2009

Questionário

Coloquei um pequeno questionário, para ter uma ideia se quem passa por cá gosta de ouvir música tradicional/popular: se faz parte da sua discoteca em casa; se só ouve quando está com alguém que ouça; se não ouve mesmo nada; ou pelo contrário, se só tem ouvidos para este género.
Participem...


terça-feira, 24 de março de 2009

Viola de arame em Concerto

       Este concerto, realizado em 2006, foi o fruto de um convite feito pela minha amiga Teresa Leão, responsável artística da Orquestra de Bandolins do GCEA, para participar como solista em viola, no Concerto para Bandolins RV558, de A. Vivaldi
       Foi então que lhe propus que em vez de tocar viola, tocasse a nossa "tradicional" viola de arame. É claro que fomos para a frente com a ideia. Tanto para mais que nunca havia sido tocado Vivaldi numa viola de arame madeirense (que se saiba...!).
       Além desta apresentação pública, no Centro Cultural John dos Passos (Ponta do Sol), realizou-se uma outra pela mesma altura, no Teatro Municipal do Funchal.

          Ficam então aqui os 3 andamentos deste concerto:










domingo, 15 de março de 2009

Beyond the Trees

Gostava de vos mostrar esta página Beyond the Trees, de um construtor de verdadeiras obras de arte.

Ele chama-se Fred Carlson e constrói cordofones com formas muito peculiares, com grupos de cordas adicionais, tornando-os únicos, tanto a nível visual como sonoro.

Apreciem...


sábado, 14 de março de 2009

Registos da Oficina da Pitangueira

Como é hábito, o meu amigo Carlos Jorge, sempre que alguém pega num instrumento na sua Oficina e comece a soltar umas notas, ele vai buscar a sua gravadeira para registar o momento. Estive um dia destes com ele a refundilhar o seu arquivo e encontrei alguns desses registos. Este é um deles:




O que se ouve e vê é simplesmente um improviso numa viola de arame de cinco ordens duplas.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Encontro de Cordofones 2009

       Decorreu hoje o IV Encontro de Modalidades Artísticas [Cordofones], desta vez no Centro Cívico do Porto da Cruz, onde estiveram cerca de 250 alunos de escolas de toda a região.

       Mais um bom momento de partilha e de aprendizagem - a tocar e a ouvir...




video
Walking behind you (G. Schwertberger)
Alunos do Centro de Expressões Artísticas - GCEA

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Origem do termo "machete"

Esta é uma teoria desenvolvida por mim, que passo a descrever, mesmo sem conhecimento de documentos que a possam comprovar:

A Madeira desde há muito tempo que é visitada pelos ingleses, os quais foram deixando marcas que ainda hoje estão bem presentes - como por exemplo, muitas das grandes quintas construidas.
Nestas longas décadas de visitas, procuravam a Madeira pelas mais diversas razões, em diversas áreas, desde a botânica, turismo, comércio , etc, e sempre se interessavam pela nossa cultura e costumes, mantendo um contacto constante com os naturais de cá (?)
De certo que, entre todos esses visitantes, haveria sempre algum que era músico instrumentista, e que tomaria interesse em saber com que instrumentos é que os madeirenses se entretinham.
Foi num desses contactos que um guitarrista inglês, ao encontrar um grupo de populares, se deparou com um deles a tocar uma espécie de viola muito mais minúscula que o habitual. Curiosamente aproximou-se e começou a dialogar (mesmo com algumas dificuldades linguísticas) com o dito tocador e, após uns minutos de conversa, viu-se tentado a pedir para experimentar aquela pequena viola...
Só que o problema é que aquilo não era nada do que estava habituado, e logo se deparou com dificuldade em colocar os dedos pela escala, em acertar com as cordas, e a conseguir tirar alguma melodia, pelo que uns instantes depois, já desesperado, gritou: "Man! sh*t!!".
Desde então os populares, que sempre tiveram em conta o nível de educação dos ilustres que os visitavam de outras terras, começaram a chamar àquele instrumento de Machete.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Encontro de Cordofones 2007

Esta foi de certo uma das experiências mais gratificantes, envolvendo alunos meus das Escolas de 1.º Ciclo por onde andei a ensinar cordofones tradicionais, no Concelho de Sta. Cruz (Madeira). Ao todo foram cerca de 40 crianças, com 8 e 9 anos, a tocar (em maior número) braguinhas, um rajão (grande Pedro!) e três violas (Lourenço, Carlos e Roberto). 

Isto passou-se no Encontro de Modalidades Artísticas [Modalidade de Cordofones], organizado pelo G.C.E.A. em 2007 no Centro Cultural John dos Passos, por onde passaram algumas dezenas de miúdos bem entusiasmados com os instrumentos nas mãos, a tocar as músicas que aprenderam na Escola.

Eu espero (e acredito que sim!) que esta malta que aqui se vê a tocar tenha aprendido algo mais do que tocar as notas no instrumento... Lembro-me perfeitamente do bom ambiente que se viveu em aulas, ensaios, nas deslocações de uma escola para outra, e no próprio dia para o local da actuação, de toda a atenção que dispenderam para a montagem da peça, entradas em palco, etc... (Para os que neste vídeo aparecem: espero que vocês também se lembrem!).

Um abraço a todos vocês, deste sempre vosso Professor... 


video


terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Deixo-vos aqui um video feito pelo meu amigo Carlos Jorge na sua oficina.

É um dos passos de uma Quadrilha composta por Cândido Drummond de Vasconcellos, machetista madeirense do século XIX, do qual chegou aos tempos de hoje um valioso manuscrito com composições para o machete.


video

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Mensagem primeira

Saudações a quem por este espaço passar!!


Criei este espaço com o objectivo de dar a conhecer ao mundo os nossos machetes, e às nossas gentes, os machetes do mundo.
E por machetes entenda-se todos aqueles instrumentos da terra... aqueles que são tocados com o orgulho de serem nossos... aqueles com que os nossos antepassados já se entretinham.

São três os cordofones que tradicionalmente se tocam no arquipélago, todos eles pertencentes à família das violas de mão: o braguinha, o rajão e a viola de arame.

Noutras mensagens dedicarei umas linhas a cada um deles, com algumas informações, detalhes técnicos, execuções, e mais alguma coisa que me possa ocorrer...

Vão passando por cá!